Home > Gestação > Data provável do parto

Data Provável do Parto

Na primeira consulta de pré-natal ou junto com o primeiro ultrassom, você deve ter recebido a sua data provável do parto..

Vamos entender melhor a respeito? Há coisas importantes que eu gostaria de te contar sobre este assunto:

– A data provável, na verdade, marca o meio de um PERÍODO PROVÁVEL, que gira em torno de 38 a 42 semanas. Ou seja, o bebê pode nascer um pouco antes da data, sem ter “adiantado”, pois continua no período provável, assim como ele pode nascer um pouco depois, sem ser “preguiçoso ou atrasado”.

– A nova terminologia indica que bebês de fato “a termo” são de 39 a 40 semanas e 6 dias. Antes disso, de 37 a 38 semanas e 6 dias, é considerado gestação a termo inicial, após isso, de 41 semanas a 41 semanas e 6 dias gestação a termo tardia e ainda, após 42 semanas pós-termo.

– O primeiro ultrassom, quanto mais cedo feito, mais fiel a idade gestacional e a data provável será. Te explico: nas primeiras semanas, o desenvolvimento e tamanho do feto é muito parecido entre todos, portanto, é mais fácil ser certeiro do que mais pra frente, quando a genética, o biotipo do bebê podem fazer com que ele pareça que tem mais ou menos semanas de vida dentro do útero.

– A data provável do parto medida de acordo com a data da última menstruação (DUM) pode ser diferente da data do primeiro ultrassom. Isso porque a ovulação e fecundação pode ser variável. Há mulheres com ciclos de 28 dias, outras com mais ou menos.

– A data provável do parto NÃO MUDA! O que acontece é que se o seu bebê tem alguma medida maior, o cálculo que a máquina do ultrassom faz pode ser diferente, por achar que o seu bebê é maior e portanto, mais velho. Firme na primeira data provável do primeiro ultrassom e não escute o resto.

– Se você for bem assistida, com pré-natal frequente, não deve se assustar com o mito de “passar da hora”. Se você ouviu do seu obstetra que a data provável é a data limite do nascimento, do parto: FUJA!

– Apesar de muitos médicos falarem que “o bebê está maduro”, “podemos tirá-lo, pois já tem 39 semanas”, não há como eles terem certeza. Os bebês podem atá nascer bem quando retirados antes de dar sinais de trabalho de parto, mas isso aumenta as chances de problemas respiratórios, alergias, aumenta também as chances de internação na UTI, além de problemas a longo prazo como obesidade, por exemplo.

Ainda sobre isso, pode haver erro de datas e esse bebê, quando retirado, apresentar sinais de ter 1 ou 2 semanas a menos do que se esperava.

– Caso haja indicação de que o seu bebê vá nascer, há sempre a opção de indução do parto e não indicação de cirurgia.

– Busque informações, encontre uma equipe atualizada, que trabalhe pela humanização do parto e que te acompanhe de forma tranquila e segura.

Eu sei que a ansiedade bate forte nesta fase, e como bate. Mas viva um dia de cada vez!

FOTO – Fabi Ribeiro

Você pode gostar também
Relato de Parto (Pélvico): Cristina Sayuri
Vocalizações no parto