Buscar
  • Bem Gerar

Doula pra quê?

Pela doula Michelle Rocha


Muitas pessoas hoje ainda não sabem o que é uma doula, qual é o trabalho da doula e quais são as vantagens de se ter uma doula para a gestação, parto e pós parto.


A palavra Doula tem origem grega e significa “mulher que serve”. Muitos consideram uma nova profissão, mas a verdade é que a doula existe há muitos anos como pode-se notar em diversas pinturas e outras obras de arte antigas. Naquela época a doula era aquela outra mulher (amiga, vizinha, da família, etc) que ajudava a mulher durante o trabalho de parto com sua experiência, disponibilidade e amor. Esta figura de apoio no parto foi se perdendo conforme os partos foram levados para os hospitais, onde as mulheres por décadas entravam sozinhas e ficavam apenas com a equipe técnica hospitalar que elas muitas vezes mal conheciam.


Eu não contratei uma doula na minha primeira gestação, foi há 8 anos atrás e na época era muito dificil encontrar informação e uma doula por perto. Eu conversei com uma bem pouco mas não entendia direito o trabalho, não queria que ocupasse o lugar do meu marido, achava que seria desconfortável ter uma mulher que mal conhecia me vendo nua, me tocando, segurando minha mão... Pra que?


A bolsa rompeu, meu trabalho de parto foi induzido e fui pra cesárea com 5cm de dilatação. Na minha primeira noite após a cesárea eu só ficava pensando: Porque não contratei uma doula?

O que uma doula faz?


A doula acolhe a mulher/casal/familia.


Ela empodera o casal com informações e medicina baseada em evidências cientificas, conversam sobre seus medos, o que desejam ou não no parto.


Ela está antenada no que acontece em sua região relacionado ao parto, conhece boa parte dos profissionais da região, conhece os profissionais humanizados, conhece os hospitais da cidade e região, sabe as opções de tipo e local departo e sempre tem cartas na manga para plano B e C, portanto ela usa este conhecimento para ajudar a gestante a trilhar o caminho do seu parto lhe mostrando as opções que existem.


Ela ajuda a gestante a montar seu plano de parto.


Ela fica disponível para ser chamada a qualquer dia e hora para acompanhar a mulher no parto seja ele hospitalar, domiciliar ou casa de parto. Ajuda com as dores, técnicas de respiração e relaxamento, posições, rebozo, escalda-pés, incentivo sobre os desejos da mulher discutidos ainda na gestação. Ajuda também a manter todos calmos e ir para o hospital no momento adequado.


Ela ajuda no pós-parto com informações sobre os cuidados com o bebê, amamentação e outros.


As evidências científicas(1) comprovam que o apoio continuo durante o trabalho de parto melhoram muito os índices do parto (apgar do bebê, necessidade de cesárea, parto instrumental, uso de analgesia, entre outros), mas se este apoio for realizado por uma doula os benefícios são aumentados, portanto a doula não ocupa o lugar do pai do bebê e o pai não faz o mesmo trabalho que a doula, no dia do parto eles somam-se para ajudar a gestante.

E o que a doula não faz?


A doula não é parteira nem ocupa o lugar do obstetra, portanto não faz nenhum procedimento técnico como, por exemplo, não mede pressão, não realiza ausculta fetal, não faz toque.


Como a doula não é responsável técnica pelo parto ela não discute indicação clínica com a equipe. Quem resolve o que, quando, onde e como será feito qualquer procedimento é a mulher, dona de seu corpo, e a equipe técnica.


A doula não faz diagnóstico nem indicação de medicamentos, a orientação dada para as gestantes é que procurem seu obstetra ou parteira caso precisem deste tipo de auxilio.


Quando descobri minha segunda gestação a primeira coisa que fiz foi contratar uma doula, que me ajudou durante toda a gestação, parto e pós-parto naquela e na outra gestação surpresa que veio em seguida. Ficamos amigas, fiz o curso de doula e nos tornamos parceiras de trabalho posteriormente tamanho vínculo que criamos com tudo o que vivemos juntas.


Ter uma doula é ter com quem contar, é ter alguém pra te apoiar e sustentar física e emocionalmente. É se conectar com alguém que tem o mesmo objetivo que você, que muitas vezes sabe o que você está sentindo e acredita que você consegue, acredita na natureza feminina de parir. É ter alguém que tem esperança sem fim, que não desiste nunca.

E ai eu me pergunto: Doula, pra que?

(1)http://estudamelania.blogspot.com.br/2012/08/estudando-sobre-doulas.html

6 visualizações

© 2020 por Carla Arruda

Bem Gerar

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • Instagram
  • Wix Facebook page

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 20:00
Sábado: 08:00 - 14:00