Buscar
  • Bem Gerar

Relato de parto natural Thais Castro (2020 Unimed Sorocaba)

Sete de abril (o dia da super lua) começou num susto, acordei 10h40min e tive um sangramento, imediatamente entrei em contato com a minha médica, que quis me ver na Unimed, nem 30min depois já estávamos lá, ela me examinou e disse que era um começo de trabalho do colo do útero se abrindo, algo normal, pediu um Ultra-som e um Cardiotoco para confirmar se estava tudo certinho, fizemos e deu tudo certo, Davi estava mexendo e coraçãozinho ok! Respirei aliviada. Ficamos no hospital até por volta de 14h e fui liberada. Ali estava com contrações já, mas bem fracas e não estava nem pensando em como seria ainda, ficava até feliz quando tinha uma.

Passamos no mc, trouxemos lanche pra casa, tomei banho, comi e estava com contrações bem espaçadas ainda (em torno de 20min/30min), durando pouco e doendo bem pouco também. Por volta de 16h resolvi me arrumar, fiz cachos no cabelo, fiz uma make e fui pra cozinha fazer um bolo de fubá, estava animada, parecia que estava perto do meu príncipe chegar. Deixei o bolo assando e fui fazer yoga virtual com a Fabi, durante a aula algumas contrações mais doloridinhas, mas consegui fazer a aula normalmente é foi muito bom pra relaxar. Estava sempre falando com a Doula (Carla) que estava de plantão e ela me orientando e tranquilizando sobre tudo. O Bruno preparou o jantar e, como estava disposta e tranquila, bora comer. Fomos dormir era mais ou menos 23h30min e por volta de 2h da manhã acordei com contrações que já não me deixavam dormir bem, fiquei andando pela casa, depois entrei no banho e as contrações apertaram, estavam quase de 3 em 3min, porém a dor ainda era bem suportável. A Carla viu a contagem de contrações e como estavam bem próximas, ela veio me ver e em seguida chamou a Ana Garbulho, nossa enfermeira obstetra, conversamos um monte, eu a Carla e o Bruno, o tempo passou super rápido e por volta de 8h a Ana chegou, me avaliou e me disse que ainda eram pródromos, início da fase latente. Elas nos orientaram a descansar para poder ter energia para o que viria. Fiquei meio desanimada por não estar evoluindo, ansiedade, misturada com medo, mas, fui dormir, e entre uma contração e outra, deu pra descansar bem até. Depois de 17h eu tomei um banho quente e as contrações aumentaram um pouco, entrei em contato com a Doula de plantão, já tinha mudado rs e as 19h a Analy veio para a minha casa me ver, eu estava de roupão ainda deitada, ela me sugeriu andar um pouco e me movimentar para aliviar a dor, descemos na área comum do prédio, andamos um pouco, ela sempre conversando, fazendo massagem, o que ajudava demais! Um pouco depois a Ana Garbulho chegou, me examinou e estava tudo na mesma quanto a dilatação, fiquei bem desanimada nesse momento, pois as dores estavam intensas, mas a Ana foi muito profissional e soube me explicar e me orientar o que podíamos fazer, quais sugestões, pra não me desesperar e que eu não deveria me apegar só a dilatação, pois meu colo estava bem fino e isso era ótimo. Após uma lavagem intestinal que ela me explicou que poderia ser benéfico e eu aceitei (e foi, muito!) as contrações aumentaram bastante, fui para o chuveiro por mais uns 40 minutos e a Ana me disse pra mentalizar que ia dar tudo certo, imaginar meu “colo se abrindo” (ficou muito marcado isso pra mim) e nessa hora chorei, chorei muito falei tudo que tinha pra falar pro Davi, pro Bruno, mentalizei muito que tudo ia dar certo e coloquei nas mãos de Deus. Todo mundo num banheiro de 1,5m foi épico, ainda mais que parecia uma sauna! Sai do banho a Ana me examinou e disse que tínhamos evoluído bastante, que achava que poderíamos ir para o hospital em breve, daí o cenário mudou, fiquei muito feliz, percebi o quanto a mente controla tudo e que era só ir nessa direção que tudo daria certo. Porém, ela disse que no toque deu pra sentir que o Davi estava “mau encaixado” e disse pra fazermos um exercício com o rebozo, deitei de bumbum pra cima e ela e a Analy fizeram, segurei no braço do Bruno e olha apertei esse braço com toda força porque doeu hein rs. Mas foi rápido! Como as contrações estavam muito próximas, a Ana achou melhor irmos para o hospital por conta do trajeto de carro ficar muito ruim, isso era umas 23h40. A Analy não pode ir, por conta das restrições da Unimed quanto ao corona vírus 😭 nos despedimos na garagem do prédio, chorando, sabia que seria ela minha Doula, desde a primeira vez que fui no Bem Gerar e disse isso pra ela, sempre senti um carinho enorme por ela, não sei explicar! ❤️ No caminho para a Unimed eu tive umas 5 contrações muito fortes, quase me pendurava na alça de teto do carro kkkk Chegando lá a Erika já estava nos esperando na recepção, e me recebeu já no meio de uma contração, com tanto carinho, me senti totalmente segura! Fomos para a sala de parto, começamos a caminhar no quarto e colocaram a banheira para encher. Muitas contrações, já não sabia se estava tendo intervalos rs, nessa hora começou uma vontade de querer fazer força, parecida com vontade de ir ao banheiro e a banheira tinha acabado de encher, elas me propuseram entrar na banheira e de repente estourou a bolsa, foi “tipo filme” 😂 Entrei na banheira com o Bruno me apoiando na posição de cócoras, daí eu já estava fora do ar assim, partolândia mesmo, só focava na Erika e na Ana me dizendo pra respirar, a Carol (pediatra) também me dando palavras de força. Elas falavam para seguir meu corpo, não sei quanto tempo foi e nem quantas contrações, mas teve uma hora que pude sentir a cabecinha dele e vi que estava muito perto. Deu medo, muito medo, estava muito intenso, cheguei a achar que “não ia passar”, mas com as palavras certas eu confiei e fiz a maior força que pude e o Davi chegou, veio para o meu colo e foi a melhor sensação que já senti na minha vida, parecia que tinha sido feito pra ficar ali, encaixou no meu colinho, aquela pele macia igual um veludo, o melhor cheiro do universo, papai e eu estávamos e estamos apaixonados! Valeu a pena cada minuto, assim que eu ouvi seu chorinho tudo passou igual mágica, não tinha mais dor, era só amor e o amor maior do mundo. Só tenho a agradecer por ter tido um parto tão respeitoso, por ele ter nascido em um ambiente de tanto amor e carinho, por ser tão saudável e em meio ao caos que o mundo está, ele veio, a minha paz 💗

0 visualização

© 2020 por Carla Arruda

Bem Gerar

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • Instagram
  • Wix Facebook page

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 08:00 - 20:00
Sábado: 08:00 - 14:00